Número de pedidos de refúgio bate recorde no Brasil em 2017

SÃO PAULO, 10 JAN (ANSA) - O número de pedidos de refúgio no Brasil cresceu 228% em 2017 e chegou a 33.875, o maior já registrado pelo país. Os dados são do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), órgão ligado ao Ministério da Justiça, e foram divulgados pelo portal "G1".   


Em 2016, o Brasil havia recebido 10.308 solicitações, mas a cifra explodiu no ano passado por causa da crise política, econômica e social na Venezuela. Dos 33.865 pedidos de 2017, 17.865, ou 52% do total, foram de venezuelanos, que entram em território brasileiro principalmente pelo estado de Roraima.   


Em seguida aparecem cubanos (2.373), haitianos (2.362), angolanos (2.036) e chineses (1.462). O número de solicitações de 2016 já havia sido superado nos cinco primeiros meses de 2017, como mostrou uma matéria da ANSA divulgada na época.   


Segundo a convenção das Nações Unidas sobre o tema, só pode ser refugiado alguém que, "temendo ser perseguido por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou política, encontra-se fora do país de sua nacionalidade e não pode ou, em virtude desse temor, não quer valer-se da proteção dessa nação".   


Já o Conare é formado por representantes de cinco ministérios (Justiça, Relações Exteriores, Trabalho, Saúde e Educação), da Polícia Federal e de uma ONG que atue em serviços de assistência a refugiados. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos