Trump volta atrás e proíbe exploração de petróleo na Flórida

NOVA YORK, 10 JAN (ANSA) - O governo de Donald Trump voltou atrás e informou que não permitirá a exploração de petróleo na costa marítima da Flórida. A notícia sobre a proibição foi dada pelo secretário do Interior, Ryan Zinke, e confirmada pela Casa Branca na noite desta terça-feira (9).   

A decisão ocorreu após a pressão do governador do estado, o republicano Rick Scott, que alertou que qualquer acidente com a exploração do combustível fóssil na região afetaria muito o turismo e a vida no estado, que depende muito do mar.   

Também houve protestos regionais contra o plano de expansão da exploração de petróleo nos Estados Unidos, anunciado na última semana, e que anula grande parte das ações do ex-presidente Barack Obama - que apostava na produção de energia limpa.   

Apesar de ter vencido no estado nas eleições presidenciais de 2016, Trump foi muito criticado por anunciar a exploração de petróleo na região, dada a vocação turística dela e seus recursos naturais. Assim que o plano nacional foi anunciado, que inclui explorações tanto no Atlântico como no Ártico e Pacífico, Scott foi à público criticar a decisão.   

Segundo Zinke, o caso da Flórida é "obviamente único" dando a entender que as solicitações de outros estados, incluindo a Carolina do Sul e Massachusetts, não devem ser atendidas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos