MPF pede 386 anos de prisão para Eduardo Cunha

SÃO PAULO, 16 JAN (ANSA) - O Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal pediu uma pena de 386 anos de prisão para o ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ)por crimes investigados na operação Sépsis, que analisou desvios no Fundo de Investimentos do FGTS. No pedido apresentado à Justiça, os investigadores também incluíram um pedido de 78 anos de prisão para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves. Os dois foram acusados de diversos crimes, incluindo corrupção passiva e lavagem de dinheiro.   


O MPF ainda pediu o pagamento de uma multa de R$ 13,7 milhões no caso de Cunha e de R$ 3,2 milhões do ex-ministro do Turismo. Cunha está preso desde outubro de 2016 por conta de outra investigação, feita pela Operação Lava Jato, por recebimento de propina em um contrato da Petrobras no Benin.   


Já Alves foi detido em junho de 2017 por corrupção ativa e lavagem de dinheiro na construção do estádio Arena das Dunas, em Natal, para a Copa do Mundo de 2014. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos