Trump corta verba de agência da ONU de ajuda aos palestinos

WASHINGTON, 16 JAN (ANSA) - A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta terça-feira (16) que cortou US$65 dos US$125 milhões dos fundos destinados à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA).   

O anúncio foi realizado pelo Departamento de Estado norte-americano em uma carta que pede à agência uma "revisão fundamental" de sua atividade. De acordo com o documento, o governo contribuirá apenas com US$60 milhões. A previsão anteriormente era de que o país mandasse neste ano US$355 milhões, sendo a primeira parcela no valor integral de US$125 milhões.   

A atitude do magnata causará ainda mais preocupação na questão humanitária, já que o governo norte-americano é um dos principais apoiadores da agência.   

No início do mês, Trump já havia ameaçado cortar fundos palestinos caso a Autoridade Nacional Palestina (ANP) se negasse a negociar com Israel sobre um acordo de paz.   

"Pagamos aos palestinos centenas de milhões de dólares ao ano e não recebemos nenhuma apreciação ou respeito. Não querem sequer negociar um acordo de paz com Israel necessário há muito tempo", escreveu Trump em sua conta no Twitter na ocasião.   

A declaração foi publicada porque a ANP, e os diversos grupos palestinos, informaram que não reconhecem mais os EUA como mediadores do acordo de paz após o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos