Ex-presidente Correa deixa partido que fundou no Equador

QUITO, 17 JAN (ANSA) - O ex-presidente do Equador Rafael Correa deixou nesta terça-feira (17) a Aliança País (AP), partido fundado por ele em 2006 e pelo qual governou o país entre janeiro de 2007 até maio do ano passado.   

De acordo com a imprensa local, Correa entregou sua carta de renúncia ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) depois de uma sentença do Tribunal de Contenciosos Eleitorais (TCE) manter a atual diretoria do movimento, ligada ao atual presidente do país, Lenín Moreno.   

Correa e seus partidários já tinham perdido o controle do AP para Moreno, mas na segunda-feira (15) o TCE reconheceu a nova direção. "Poderão ficar com o nome, com as sedes, com o cacifo do AP, mas as convicções, o povo, a Revolução e o futuro estão conosco", escreveu Correa em sua conta no Twitter.   

Vários ex-funcionários públicos e deputados também se desfiliaram após uma coletiva de imprensa improvisada nos arredores da sede do partido, no norte de Quito.   

Na ocasião, o ex-presidente também disse que anunciará a criação de um novo partido. O evento de lançamento ocorrerá em Babahoyo, capital da província de Los Ríos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos