FBI prende ex-agente da CIA que teria vazado dados à China

WASHINGTON, 17 JAN (ANSA) - O FBI prendeu um ex-agente da CIA suspeito de ter entregue à China uma lista com nomes de todos os informantes da agência de inteligência no país. Desde 2010, esses informantes têm sido assassinados ou detidos por Pequim. De acordo com o jornal "The New York Times", o ex-agente da CIA que vazou a lista é Jerry Chun Shing Lee, de 53 anos, que trabalhou para agência entre 1994 e 2007. Jerry vivia em Hong Kong e foi preso na segunda-feira, ao desembarcar no aeroporto internacional JFK de Nova York, acusado de ter vazado ilegalmente informações de segurança nacional. O ex-agente compareceu ontem (16) diante de um juiz de Nova York.   

Caso seja condenado, pode pegar até 10 anos de prisão.   

O FBI passou a investigar o ex-agente em 2012, quando a CIA começou a perder seus informantes na China.   

Em agosto, Jerry e sua família viajaram de Hong Kong aos EUA e se hospedaram em hoteis do Havaí e da Virginia. O FBI aproveitou a ocasião para realizar grampos e vasculhar seus pertences, descobrindo que o ex-espião ainda carregava materiais dos quais já não tinha mais autorização para isso. Foram encotrados dois cadernos, com anotações feitas à mão, de reuniões entre informantes da CIA e agentes encobertos, com seus nomes verdadeiros e números de telefone.   

Cerca de 20 informantes da CIA na China foram assassinados ou presos pelo governo de Pequim durante os últimos sete anos. Os investigadores do FBI também não descartam a hipótese de que o governo chinês tenha grampeado os meios de comunicação entre a CIA e seus informantes no exterior. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos