Papa se reúne com vítimas de padres pedófilos no Chile

SANTIAGO, 17 JAN (ANSA) - O papa Francisco se reuniu na tarde desta terça-feira (16) com um grupo de vítimas de abusos sexuais cometidos por padres, informou o porta-voz do Vaticano, Greg Burke.   

Segundo o representante, o encontro ocorreu de maneira "estritamente privada" após o almoço do Pontífice dentro da Nunciatura.   

"Ninguém além do Papa e das vítimas estavam presentes no local.   

Isso porque assim eles puderam contar os seus sofrimentos para o papa Francisco, que os escutou, e rezou, e chorou com eles", destacou Burke à imprensa na noite de ontem.   

Ao ser questionado sobre quem seriam as pessoas recebidas por Jorge Mario Bergoglio, o porta-voz limitou-se a dizer que era um "pequeno grupo" e que a conversa com Francisco durou "cerca de meia hora".   

Ontem, durante as celebrações e reuniões que teve em seu primeiro dia de visita ao Chile, o sucessor de Bento XVI falou bastante sobre os casos de pedofilia na Igreja Católica, chegando a pedir "perdão" pelos crimes.   

Isso porque, a instituição foi bastante abalada no país nos últimos anos por conta de inúmeros relatos de abusos sexuais e casos de pedofilia cometidas por sacerdotes chilenos.   

Especialmente, antes da visita do Papa, as críticas também atingiram Francisco por conta da nomeação do bispo Juan Barros.   

Diversas comunidades católicas chilenas acusam Barros de acobertar o maior dos escândalos de abusos, contra o padre Fernando Karadima. O religioso foi afastados de suas funções pelo próprio Vaticano em 2011. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos