'Não sejam ciumentos', diz Papa a argentinos

SANTIAGO, 18 JAN (ANSA) - Em seu último compromisso público no Chile, o papa Francisco pediu nesta quinta-feira (18) para os argentinos não ficarem com "ciúmes" por ele ainda não ter visitado seu país de origem em quase cinco anos de pontificado.   

A declaração foi dada ao fim de uma missa em Iquique, 1,75 mil quilômetros ao norte de Santiago, quando Jorge Bergoglio agradecia pela "presença de tantos peregrinos dos povos irmãos".   

"Não sejam ciumentos, especialmente os argentinos, que são da minha pátria", disse Francisco.   

Desde março de 2013, quando assumiu o comando da Igreja Católica, o Papa já foi a vários países da América do Sul, como Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Paraguai, mas não à Argentina. Seu próximo destino é o Peru, onde ele deve chegar na noite desta quinta.   

Especula-se que Bergoglio evite viagens a seu país natal para não ser usado politicamente tanto pelos aliados do presidente Mauricio Macri quanto pelos de sua antecessora, Cristina Kirchner. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos