TIM propõe plano de aposentadoria voluntária na Itália

ROMA, 18 JAN (ANSA) - A empresa de telefonia TIM apresentou nesta quinta-feira (18) um plano de aposentadoria voluntária de 4 mil funcionários na Itália, expansível para 5 mil, até 31 de dezembro de 2018.   

A medida foi proposta a sindicatos e se baseia no artigo 4 da "Lei Fornero", a reforma da previdência italiana, que prevê que um trabalhador possa antecipar sua aposentadoria em até sete anos.   

Isso só pode acontecer por meio de um acordo com sindicatos, e o funcionário deixa de trabalhar, passando a receber uma aposentadoria provisória até completar a idade mínima, que hoje é de 65 anos - nesse período, a empresa continua pagando a contribuição previdenciária do ex-empregado.   

A TIM pede que o acordo seja fechado até 6 de março, quando será apresentado seu novo plano industrial. Os sindicatos ainda não se pronunciaram.   

O plano também prevê 2,5 mil demissões voluntárias entre 2018 e 2020 e a redução de 20 minutos na carga horária de todos os 50 mil funcionários da empresa para permitir a contratação de 2 mil pessoas, em uma "troca de gerações". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos