Áustria cria força-tarefa para controlar fronteiras do país

BOLZANO, 19 JAN (ANSA) - O ministro do Interior da Áustria, Herbert Kickl, anunciou a criação de uma força-tarefa da polícia para reforçar os controles nas fronteiras do país nesta sexta-feira (19).   

O representante, que pertence à sigla ultranacionalista Partido da Liberdade (Fpoe), afirmou que o grupo é uma "unidade de rápida intervenção" que pode "evitar em poucas horas" a entrada em massa de imigrantes pela fronteira e fazer "uma rápida identificação".   

"Não haverá mais o 'deixa passar' de antes", disse em entrevista ao jornal local "Tiroler Tageszeitung".   

No entanto, ele reconheceu que o governo já tem "controles eficazes", especialmente, na fronteira com a Itália, e que não há "previsão de que 2015 se repita", disse ainda referindo-se à chegada em massa de deslocados vindos da Itália.   

No ano passado, Viena quase causou um incidente diplomático com o governo italiano ao enviar militares do Exército para Brennero. A situação entre os dois países, aliás, vive em altos e baixos por conta dos imigrantes ilegais.   

Apesar da fala de Kickl, os números de pedido de asilo na Áustria despencam desde 2015. Até julho do ano passado, eles eram pouco mais de 14,5 mil - menos da metade do mesmo período do ano anterior. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos