Berlusconi promete deportar todos os imigrantes ilegais

MILÃO, 20 JAN (ANSA) - Unido com a extrema direita, o ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi prometeu neste sábado (20) deportar todos os imigrantes clandestinos do país em caso de vitória nas eleições legislativas de 4 de março.   

Em uma assembleia do Movimento Animalista, associação de defesa dos direitos dos animais ligada a seu partido, o conservador Força Itália (FI), Berlusconi disse, sem citar a fonte, que "apenas 5%" dos migrantes forçados que chegam ao país estão fugindo de guerras.   

"Todos os outros, pouco a pouco, com meios civis e militares, devemos devolvê-los para suas casas, porque não podemos mantê-los, manter seus trabalhos e seu bem-estar", afirmou o ex-primeiro-ministro, acrescentando que a solução para reduzir a criminalidade é "bloquear as partidas" de migrantes forçados.   

Inelegível até 2019, Berlusconi fechou uma aliança entre o FI e dois partidos de extrema direita: a Liga Norte, de Matteo Salvini, e o Irmãos da Itália (FDI), de Giorgia Meloni. Segundo as últimas pesquisas, as três legendas, juntas, lideram as intenções de voto para as eleições de março.   

Em 2017, o país teve queda de 34% no número de migrantes forçados resgatados no Mediterrâneo Central, totalizando 119.369 pessoas. Em 2018, a cifra é de 1.821, 23,9% a menos que o registrado no mesmo período do ano passado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos