Abbas pede que União Europeia reconheça 'Estado Palestino'

BRUXELAS, 22 JAN (ANSA) - O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, pediu que a União Europeia "reconheça rapidamente" o Estado Palestino ao chegar a uma reunião com os líderes do bloco nesta segunda-feira (22).   

Segundo o palestino, isso "não é uma contradição" que atrapalharia a "retomada de negociações com Israel".   

"O reconhecimento encorajaria os palestinos, ajudando-os a ter uma esperança na paz enquanto abririam as portas da paz", disse Abbas acrescentando que essa situação seria um estímulo para as gerações futuras.   

Abbas ainda lembrou das "centenas de resoluções das Nações Unidas e do Conselho de Segurança da ONU sobre este tema" e pediu que elas sejam aplicadas, de fato. "Não podemos imaginar que elas sejam apenas pedaços de papel no arquivo da ONU", acrescentou.   

"Nós ouvimos que há obstáculos, mas nós estamos motivados a prosseguir na estrada das negociações porque é a única maneira de encontrar uma solução. Mesmo com os obstáculos desse caminho, nós continuaremos empenhados em combater o terrorismo, seja localmente e internacionalmente", disse ainda Abbas.   

A reunião com o Conselho de Assuntos Exteriores da União Europeia ocorre no mesmo dia em que o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, visita Jerusalém, em Israel. No início de dezembro, o governo de Donald Trump reconheceu a cidade como capital israelense, abrindo mais um fronte de conflitos - tanto diplomáticos como em campo. Desde então, a UE se manifestou contrária à medida, dizendo que ela atrapalha o processo de paz na região. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos