'Está na moda falar do caso Odebrecht', diz Papa

AVIÃO PAPAL, 22 JAN (ANSA) - Em entrevista coletiva durante sua viagem de volta a Roma, o papa Francisco voltou a mencionar os escândalos de corrupção na América Latina, tema recorrente durante sua visita ao Peru, e afirmou que "está na moda" falar do "caso Odebrecht".   

Essa foi a primeira vez que o líder da Igreja Católica citou explicitamente o nome da construtora brasileira, acusada de pagar propinas em vários países do subcontinente, da Argentina ao México, passando por Brasil, Colômbia, Equador, Panamá, Peru, entre outros.   

"Historicamente, o progresso da corrupção mostra que, em alguns países da Europa, há corrupção; na América Latina, há muita corrupção. Está na moda falar do caso Odebrecht", disse Francisco em seu voo entre Lima, capital peruana, e Roma.   

"Eu digo: pecadores, sim, corruptos, não. A corrupção vai viciando alma e corpo. É a destruição da pessoa", declarou o Papa, que não eximiu o setor privado e até mesmo a Igreja da corrupção. "O político tem muito poder, mas o empresário também tem. E o empresário que paga é corrupto. Também há homens e mulheres da Igreja que entraram no jogo da corrupção", acrescentou.   

A viagem do Pontífice ao Peru ocorreu menos de um mês depois de o presidente do país, Pedro Pablo Kuczynski, acusado de receber propina da Odebrecht, ter se livrado de um processo de impeachment por apenas oito votos, graças à abstenção de aliados do ex-mandatário Alberto Fujimori, que receberia um "indulto humanitário" dois dias mais tarde. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos