Vulcão Mayon evacua mais de 40 mil pessoas nas Filipinas

MANILA, 23 JAN (ANSA) - As autoridades das Filipinas aumentaram o nível de alerta para a erupção do vulcão Mayon, devido uma possível atividade ''explosiva''. Por conta do risco, mais de 40 mil pessoas da província de Albay tiverem que deixar suas casas nesta segunda-feira (22).   

O governo elevou o alerta após ter sido expelida uma enorme coluna de cinzas, entre um raio de sete quilômetros do vulcão, que se encontra a cerca de 330 quilômetros a sudoeste de Manila.   

Escolas foram fechadas e a zona de perigo aumentou de seis para oito quilômetros.   

Segundo o Instituto Filipino de Vulcanologia, há mais de uma semana que o vulcão está com ''intensas agitações''. Com grande possibilidade de erupção, todas as áreas à volta continuam sendo evacuadas. Isso porque, o Instituto de Vulcanologia alerta para o "perigo de rupturas, deslizamento de terras e fortes explosões''.   

A atividade do vulcão Mayon deixou toda a população com medo de uma explosão parecida, como ocorreu com o Pinatubo, no noroeste de Manila, em 1991. A erupção deixou cerca de 850 mortos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos