Polícia apreende caixa-preta de trem que descarrilou em Milão

MILÃO, 25 JAN (ANSA) - Investigadores do Ministério Público de Milão apreenderam a "caixa-preta" do trem da companhia Trenord que descarrilou nesta quinta-feira (25), entre as cidades de Pioltello e Segrate, no norte da Itália, deixando ao menos três mortos e 46 feridos.   

A Procuradoria também sequestrou os vagões da composição e todos os documentos que dizem respeito à manutenção naquele trecho da linha. Também foi encontrado um pedaço do trilho que mede 23 centímetros e que se soltara do restante da estrutura. A peça foi achada a 20 metros do local onde deveria estar, a um quilômetro da estação de Pioltello.   

O trem, que tinha seis vagões e levava 350 passageiros, a maioria migrantes pendulares, partira da cidade de Cremona, às 5h32 locais, e tinha como destino final a estação de Piazza Garibaldi, em Milão, às 7h24. O descarrilamento ocorreu na altura do bairro de Seggiano, em Pioltello, às 6h57.   

Devido ao acidente, os serviços ferroviários da região da Lombardia sofreram alterações ou cancelamentos. As autoridades investigam as causas do descarrilamento, já que os vagões que saíram dos trilhos foram os centrais, e não os iniciais, como é comum em acidentes do tipo.   

Nas próximas horas, o Ministério Público deve inscrever os responsáveis pela segurança da empresa Rete Ferroviaria Italiana na lista de investigados. Até o momento, a hipótese do inquérito é de "acidente ferroviário culposo" (quando não há a intenção de cometer o crime).   

A suspeita é que o pedaço de trilho destacado tenha causado o desastre, já que o motor e o primeiro vagão conseguiram passar pela falha, mas os outros quatro carros descarrilaram. O comboio viajava dentro da velocidade permitida para o trecho, que é de 100 quilômetros por hora.   

"Quando senti que o trem vibrava muito, acionei o freio imediatamente, mas era tarde demais, já tinha saído dos trilhos", disse o maquinista para os investigadores. Além disso, a composição cruzou a estação de Pioltello soltando faíscas, como mostra uma câmera de segurança do local, o que indica que ela já estava fora dos trilhos. O trem só parou ao se chocar contra um poste de eletricidade, tombando os vagões.   

"Expresso minhas condolências aos familiares das vítimas e dos feridos", disse o primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, garantindo o empenho das instituições para descobrir os responsáveis pelo acidente. "Devemos ser severos ao garantir a segurança de nossos transportes, principalmente para quem os usa para trabalhar todas as manhãs", acrescentou.   

Já o ex-premier Silvio Berlusconi afirmou que o país está "em dívida" em relação a sua infraestrutura. "Temos uma discrepância com França e Espanha de pelo menos 50%, precisamos melhorar", declarou.   

Vítimas - As três pessoas mortas na tragédia são mulheres: Pierangela Tadini, 51 anos e residente em Vanzago; Giuseppina Pirri, 39, de Cernusco sul Naviglio; e uma terceira ainda não identificada. Cinco dos 46 feridos estão em estado grave.   

"Minha filha estava no telefone com minha esposa e disse que o trem tinha descarrilado. Minha esposa pediu para ela escapar, mas depois houve apenas silêncio", declarou Pietro, pai de Pirri. "Fui até o local do acidente e me disseram que ela estava presa dentro do trem. Depois me falaram que ela não tinha resistido", acrescentou.   

Pirri se lamentava com os pais que os trens para Milão estavam sempre "quebrados e lotados". Em 23 de julho de 2016, outro comboio da Trenord já havia saído parcialmente dos trilhos em Pioltello, mas sem deixar feridos.   

Nesta quinta, a empresa chegou a se desculpar por um "inconveniente técnico", mas o termo gerou fúria nas redes sociais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos