Buffon afirma que pode adiar aposentadoria se Juve precisar

ROMA, 26 JAN (ANSA) - O lendário goleiro Gianluigi Buffon irá completar 40 anos neste domingo (28), e para a felicidade dos torcedores da Juventus, o atleta deu pistas que a sua aposentadoria poderá ser adiada ao final da temporada.   


"Eu vou me encontrar com o presidente Agnelli em breve e vamos falar sobre isso. Eu gostaria de continuar, mas a melhor solução deve ser encontrada com o clube, construindo juntos um caminho lógico e compartilhado", disse o goleiro em entrevista ao jornal italiano "La Repubblica" Caso estenda a carreira, Buffon, que tem mais de 600 partidas pela Velha Senhora, descartou a ideia de atuar por outro clube.   


"É a Juventus ou nada", disse.   


No entanto, o goleiro da seleção italiana ainda não sabe o que irá fazer se realmente se aposentar, mas descartou uma das opções: ser técnico de algum clube.   


"Eu pedi conselhos a Lippi, ele me disse para fazer um ano sabático, para olhar o mundo do futebol de fora com um pouco de desapego e entender o que realmente estou interessado", explicou Buffon.   


"Não irei ser treinador de clube. Mas ser técnico de seleção é um compromisso estimulante, estarei representado e unindo um país inteiro", acrescentou o goleiro.   


- Homenagens: As homenagens pelos 40 anos de Buffon já começaram. O amigo e também goleiro Iker Casillas, do Porto, deixou sua mensagem ao italiano em uma entrevista a revista "France Football".   


" Gigi, é um craque, um enorme goleiro. Vai ficar na história como um dos melhores de todos os tempos. Foi sempre um prazer jogar contra você. Desejo a ti o melhor no futuro, vamos continuar a nos ver quando se aposentar, vamos sempre recordar os episódios desses nossos encontros e teremos muito para contar", escreveu o espanhol.   


O ídolo da Roma, Francesco Totti, parabenizou o goleiro e afirmou que daria de presente a Buffon uma "máquina do tempo".   


Um dos maiores goleiros da história da Itália, Dino Zoff, que venceu a Copa do Mundo de 1982 aos 40 anos, também deixou sua homenagem, afirmando que essa é a "era de Buffon".   


Por fim, o companheiro de equipe, Giorgio Chiellini, concluiu que Buffon "tem o poder de parar o tempo", já que o goleiro fica melhor com o passar do tempo. Há quase dois meses sem jogar por conta de uma lesão, Buffon irá retornar aos gramados neste sábado (27), na partida contra o Chievo, em Verona, válida pela 22ª rodada do Campeonato Italiano.   


Buffon chegou a Juventus em 2001, por 45 milhões de euros, em uma transferência que é até hoje a mais cara de todos os tempos por um goleiro. De lá para cá, ele conquistou oito Campeonatos Italianos, três Copas da Itália e cinco Supercopas da Itália.   


Pela seleção italiana, o goleiro possui 175 partidas e conquistou a Copa do Mundo de 2006 em cima da França.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos