Casey Affleck desiste de entregar Oscar após casos de abuso

LOS ANGELES, 26 JAN (ANSA) - O ator Casey Affleck se retirou da responsabilidade de apresentar o prêmio de "Melhor Atriz" durante a 90ª edição do Oscar, informou sua assessora na quinta-feira (25). A decisão acontece após a série de denúncias de assédio sexual ganhar força na indústria cinematográfica. O irmão de Bem Affleck é acusado de assediar sua produtora, Amanda White, durante a produção do filme "Eu ainda estou aqui" (2010), e a diretora de fotografia do longa Magdalena Górka.   


Vencedor do Oscar de "Melhor Ator", pelo filme "Manchester à Beira-Mar", em 2017, o ator quebra o padrão hollywoodiano de que o ganhador masculino do ano anterior entrega o prêmio feminino no ano seguinte. Um representante da Academia disse que "está de acordo com a decisão em manter o foco do evento". Em 2017, a atriz Brie Larson entregou o prêmio de "Melhor Ator" à Affleck, sem aplausos. Em meio aos escândalos de assédio, envolvendo diversos astros - dentre eles, atores, diretores e produtores - Hollywood adotou um "Código de Conduta" com o objetivo de orientar o comportamento das equipes de filmagem. Além disso, as hashtags "MeToo" e "Time's Up" no Twitter, motivam mulheres a denunciarem abusos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos