Paraguai passa a exigir vacinação contra febre amarela

SÃO PAULO, 26 JAN (ANSA) - Com o surto de febre amarela no Brasil, o Ministério de Saúde do Paraguai passou a exigir nesta quarta-feira (24) a apresentação do certificado internacional de vacinação para todas as pessoas que entrarem no país.   

A mesma medida vale para as pessoas que vão sair do território paraguaio e se destinarão para regiões brasileiras que estão com o surto de febre amarela ainda ativo.   

"As pessoas que planejam viajar para estados considerados 'zona de risco' devem se vacinar com, no mínimo, dez dias de antecedência da data da viagem", informou o Ministério.   

Segundo o departamento, a medida adotada é importante para "prevenir a introdução do vírus" dentro do país. O Ministério coloca como zonas de perigo de contaminação: Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo.   

O último surto de febre amarela no Paraguai foi em 2008, quando o país registrou 28 casos da doença.Entre julho de 2017 e janeiro de 2018, 53 pessoas morreram de febre amarela no Brasil.   

Cerca de 130 casos da doença já foram confirmados.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos