Arábia Saudita liberta príncipe bilionário de detenção

BEIRUTE, 27 JAN (ANSA) - A Arábia Saudita libertou o príncipe Alwaleed bin Talal, preso em noovembro de 2017 no âmbito de uma mega operação contra a corrupção, neste sábado (27), informam membros da família real.   

Ele era mantido preso no luxuoso hotel Ritz-Carlton em Riad e os termos da soltura não foram tornados públicos. A libertação dele ocorreu poucas horas depois do governo mandar soltar também Walid al Ibrahim, fundado da maior revista da região.   

Nos últimos dias, as autoridades libertaram cerca de 90 dos 300 detidos na operação de novembro do ano passado, sendo que a maior parte deles pagou uma fiança por sua libertação. Segundo dados locais, o governo arrecadou US$ 100 bilhões com esses acordos.   

Considerado o homem mais rico da Arábia Saudita, Bin Talal tem um patrimônio estimado em US$ 17 bilhões e sempre afirmou que as acusações eram infundadas e "frutos de um mal entendido". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos