Caso de menino judeu agredido gera revolta na França

PARIS, 31 JAN (ANSA) - A agressão de um menino judeu de oito anos tem gerado revolta na França e fez até o presidente do país, Emmanuel Macron, condenar o ataque nesta quarta-feira (31).   

"Um menino de oito anos foi agredido em Sarcelles porque usava um kipá. Todas as vezes que um cidadão é atacado por causa de sua idade, de sua aparência ou religião, a República toda é atacada", escreveu Macron em sua conta no Twitter.   

Segundo a mídia francesa, o menino foi derrubado no chão e agredido a chutes por dois adolescentes, de cerca de 15 anos, enquanto se dirigia para aulas de reforço escolar. Os jovens fugiram do local e a polícia abriu uma investigação sobre o caso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos