Irã liberta mulher símbolo de protesto contra uso do véu

SÃO PAULO, 31 JAN (ANSA) - Após um mês de prisão, a iraniana Vida Movahed, de 31 anos, foi libertada pelas autoridades de Teerã. Ela tinha sido detida em 27 de dezembro, em uma manifestção contra o uso do véu islâmico, um dia antes de se alastrarem protestos contra o governo de Hassan Rouhani no país.   

Imagens que circularam nas redes sociais mostravam Movahed erguendo o hijab no centro de Teerã, sendo posteriormente detida pela polícia. O uso do véu é obrigatório no Irã desde a Revolução Islâmica, em 1979.   

Algumas outras mulheres voltaram a protestar nas ruas do Irã contra a lei que obriga o uso do véu islâmico no país. Pelo menos seis foram detidas na segunda-feira (29), num gesto simbólico, tirarem o hijab e ficarem acenando, deixando seus cabelos à mostra. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos