Brasil declarará emergência na fronteira com a Venezuela

SÃO PAULO, 15 FEV (ANSA) - O presidente Michel Temer, em reunião com seus ministros, definiu os detalhes da medida provisória que vai estabelecer situação de emergência social na fronteira do Brasil com a Venezuela. Com a aplicação da medida, o governo poderá liberar recursos mais facilmente, seja para obras de infraestrutura ou para ações humanitárias, que incluem instalação de hospitais de campanha - ou seja, equipes móveis, aplicadas em situação de risco. Além disso, o número de militares será duplicado na região de Roraima, cuja capital, Boa Vista, abriga mais de 40 mil venezuelanos. Também serão criados pontos de controle e triagem no interior do estado, para organizar o fluxo migratório.   


Segundo o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, a iniciativa é uma "parceria" com outros países latino-americanos, como a Colômbia. "Estamos trabalhando em parceria, de acordo com compromissos internacionais brasileiros e com as leis, que têm dois propósitos: proteger nossa população, sem descuidar da gravíssima tragédia humanitária", disse. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos