Coprodução brasileira estreia no Festival de Berlim

SÃO PAULO, 16 FEV (ANSA) - O filme "As Herdeiras", uma coprodução de diversos países, dentre eles Brasil e Paraguai, estreou nesta sexta-feira (16) no Festival de Berlim. O longa-metragem concorre ao "Urso de Ouro" - principal prêmio da mostra.   


Sob direção do paraguaio Marcelo Martinessi, "As Herdeiras" conta a história de Chela e Chiquita, herdeiras de famílias ricas do Paraguai que vivem confortavelmente com esse dinheiro até a velhice - momento em que começam a ficar com muitas dívidas. Então Chela encontra outra maneira de juntar renda: através de um serviço de táxi para a alta sociedade.   


Sucesso de crítica, o filme foi exibido nesta sexta, às 15h30, pelo horário local de Berlim, e será mostrado novamente no sábado (17), às 9h30, às 13h e às 20h.   


Essa não é a única produção brasileira no festival. Participam também os curta-metragens "Terremoto santo", "Alma bandida" e "Russa". E, na categoria "Berlinale Special", haverá a exibição do longa-metragem do diretor José Padilha "Operação Entebbe". O festival Panorama, que acontece na mesma cidade, também receberá produções do Brasil. São elas: "Tinta bruta", "Bixa travesty", "O Processo", e "Ex-Pajé". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos