Jornais sicilianos se unem para criar polo editorial

MESSINA, 16 FEV (ANSA) - Dois jornais da Sicília se uniram para criar um grande polo editorial na região, apresentado na última quinta-feira (15), em Messina, na presença do primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni.   

O projeto envolve a "Gazzetta del Sud", com sede na própria Messina, e o "Giornale di Sicilia", de Palermo, e incluirá jornais e emissoras de rádio e TV. "Devemos agradecer às famílias dos editores Ardizzone e Morgante [controladoras dos diários] pela decisão de se unirem para relançar seus jornais" disse o premier italiano.   

A união abarcará duas regiões do sul da Itália, Sicília e Calábria, onde a "Gazzetta del Sud" é o diário mais popular.   

Juntas, elas somam 7 milhões de habitantes, mais do que países como Bulgária, Dinamarca e Irlanda.   

Segundo uma nota divulgada pelos dois grupos, eles querem se tornar cada vez mais "porta-vozes, defensores e aliados" do povo calabrês e siciliano, "com a coragem que deriva apenas da liberdade". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos