Romney anunciará candidatura para concorrer ao Senado dos EUA

WASHINGTON, 16 FEV (ANSA) - O republicano Mitt Romney começou a preparar sua candidatura ao Senado norte-americano pelo estado de Utah. O anúncio oficial estava previsto para ser realizado nesta quinta-feira (15), mas foi adiado devido ao massacre em uma escola na Flórida, que deixou 17 mortos. "Por respeito às vítimas e às suas famílias, não vou fazer o anúncio da candidatura ao Senado", escreveu Romney no Twitter.   

No entanto, o regresso de Romney à política - candidato presidencial do partido republicano contra Barack Obama em 2012 - já é considerado uma certeza.   

Quando Trump se candidatou às primárias republicanas, o político de 70 anos pediu aos seus colegas de partido para não apoiarem o magnata. Mas acabaram se aproximando um pouco depois que o atual chefe de Estado considerou Romney para o cargo de secretário de Estado, embora Rex Tillerson tenha assumido a pasta.   

Tirando esse episódio, Romney tem sido um dos republicanos mais críticos de Trump. E, por isso, a sua candidatura ao Senado não foi recebida com bons olhos pela Casa Branca. Apesar de os republicanos deterem uma maioria no Senado, Trump tem tido dificuldade em aprovar suas propostas legislativas mais ambiciosas. Desta forma, a candidatura de mais um senador que não está de acordo com o governo pode ser uma má notícia para o magnata. No entanto, especialistas afirmam que, se for eleito, Romney terá uma postura de descrição e de contenção em relação a Trump.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos