Mulheres sauditas poderão abrir negócios próprios e empresas

ROMA, 19 FEV (ANSA) - As mulheres da Arábia Saudita poderão exercer atividades econômicas e abrir novos negócios sem a necessidade de autorização de um homem da família, informaram os jornais locais. "As mulheres agora podem lançar seus próprios negócios e se beneficiar sem a necessidade de prova ou consentimento de um guardião", disse o comunicado do Ministério do Comércio do país.   

Antes, para realizar qualquer tipo de atividade econômica, elas precisavam de autorização do pai ou do marido. Na Arábia Saudita, a restrição de liberdade às mulheres é grande. O país é comandado por uma vertente ultraconservadora do Islã. Contudo, medidas recentes propostas pelo vice-primeiro-ministro e príncipe herdeiro Mohammad bin Salman visam a estabelecer reformas sociais e econômicas na região, como a reabertura das salas de cinema para a população e mais liberdade às mulheres. Entre as mudanças, estão a autorização para mulheres assumirem cargos de investigadoras, além de permissão para dirigir. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos