Nigéria confirma que quase 50 jovens estão desaparecidas

ROMA, 22 FEV (ANSA) - O governo da Nigéria confirmou que 46 garotas estão desaparecidas e que outras 48 conseguiram se salvar após o ataque do grupo terrorista Boko Haram contra uma escola em Dapchi, no nordeste do país.   

O balanço foi fornecido pelo comissário nigeriano para Educação, Alhaji Mohammed Lamin. Das 94 jovens que haviam desaparecido na última segunda-feira (19), 28 retornaram para o colégio na madrugada de terça, e outras 20 foram encontradas em um vilarejo na quarta de manhã.   

Lamin não confirmou que duas estudantes tenham sido encontradas mortas, como fora publicado por alguns veículos internacionais.   

"Ainda temos esperanças de que mais [jovens] retornem em breve", acrescentou o comissário.   

Situada no estado de Yobe, Dapchi fica 275 quilômetros a noroeste de Chibok, onde, pouco menos de quatro anos atrás, o Boko Haram sequestrara 276 meninas do dormitório de uma escola.   

57 delas conseguiram escapar durante o transporte e, nos anos seguintes, mais de 80 escaparam ou foram libertadas, a maioria delas em uma troca por jihadistas que estavam na cadeia.   

O novo sequestro ocorreu no último dia 19 de fevereiro, na escola secundária Girls Science, pouco menos de dois meses depois de o presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, ter dito que o Boko Haram havia sido "derrotado".   

O nome do grupo significa "a educação ocidental é proibida", e seus integrantes lutam para implantar um regime fundamentalista islâmico no norte da Nigéria, de maioria muçulmana. Desde 2009, a milícia já matou cerca de 20 mil pessoas, mas vem sofrendo seguidas derrotas militares nos últimos anos.   

Acredita-se que o Boko Haram tenha usado jovens sequestradas em Chibok para cometer atentados suicidas pelo país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos