Aos 107 anos, morre o artista mais velho da Itália

MILÃO, 02 MAR (ANSA) - Considerado o artista mais velho da Itália, o crítico de arte, filósofo e pintor Gillo Dorfles morreu nesta sexta-feira (2) aos 107 anos em Milão, no norte da Itália.   


As causas da morte do italiano não foram reveladas, mas segundo o seu sobrinho, a condição física de Dorfles havia piorado nas últimas 24 horas.   


Nascido em 1910 na cidade de Trieste, o célebre artista é fundador do Movimento Arte Concreta (Mac), além de ser uma das maiores referências para diversos artistas italianos.   


Sua última aparição pública aconteceu em janeiro, durante uma exposição batizada de "Vitriol", em Milão.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos