PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China impõe retaliação contra 128 produtos dos EUA

23/03/2018 08h44

BEIJING, 23 MAR (ANSA) - Em resposta pelas novas sanções comerciais impostas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o Ministério do Comércio da China anunciou nesta quinta-feira (22) que irá cobrar tarifas mais altas de 128 produtos importados do país norte-americano.   

Entre alguns dos produtos que estão sujeitos às tarifas elevadas, estão frutas, vinhos, carne suína, tubos de aço e alumínio.   

"O Ministério do Comércio publicou uma lista de bens importados dos EUA para os quais planeja impor tarifas para equilibrar as perdas causadas pela imposição de tarifas sobre aço e alumínio pelos EUA", afirmou o Ministério chinês em um comunicado.   

De acordo com a imprensa local, o país asiático pretende impor uma tarifa de 15% sobre aço, frutas, vinhos e mais outros produtos. Já suínos e alumínio, ganhariam uma sobretaxa de importação de 25%.   

Segundo a pasta, as tarifas impostas pelos Estados Unidos vão contra as regras do comércio global. Com a nova sanção, o governo estima que o impacto econômico das importações norte-americanas podem alcançar até US$ 3 bilhões.   

A guerra comercial contra os Estados Unidos começou no início de março, quando Trump assinou uma nova ordem que impõe uma sobretaxa de 10% na importação de alumínio e de 25% na de aço.   

Os novos impostos entram em vigor hoje (23).   

O ápice para os chineses foram as novas sanções e tarifas comerciais impostas pela Casa Branca ao país asiático, que está sob a acusação de roubar "segredos tecnológicos e comerciais". A quantia de impostos chega em até US$ 60 bilhões. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional