PUBLICIDADE
Topo

Islândia anuncia boicote diplomático na Copa da Rússia

27/03/2018 08h08

VARSÓVIA, 27 MAR (ANSA) - Em apoio ao Reino Unido no caso do ex-espião Serghei Skripal, o governo da Islândia anunciou nesta segunda-feira (26) que irá realizar um boicote diplomático da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Com a medida, o país nórdico, que disputará pela primeira vez em sua história um Mundial, não enviará membros oficiais para a Rússia.   


"Entre as medidas tomadas pela Islândia está o adiamento temporário de todo diálogo bilateral de alto escalão com as autoridades russas. Consequentemente, as autoridades islandesas não assistirão à Copa do Mundo da Fifa na Rússia", informou em comunicado o Ministério de Relações Exteriores da Islândia.   


Além de anunciar o boicote, o governo islandês também pediu para que a Rússia mande "respostas claras" sobre o ataque contra Skripal e sua filha, Yulia, em Salisbury, no dia 4 de março.   


"O governo da Islândia decidiu permanecer em solidariedade ao Reino Unido e outros países ocidentais e irá se juntar aos esforços coordenados de responder ao ataque químico em Salisbury. Esse ataque é uma violação grave de leis internacionais e ameaça a segurança e a paz na Europa", informou o governo do país nórdico.   


O boicote islandês ao Mundial de 2018 acontece um dia após 16 países da União Europeia, além de Estados Unidos, Canadá e Ucrânia, terem expulsado diplomatas russos de seus respectivos territórios.   


Tendo um time que é considerado a melhor geração de sua história, a Islândia se classificou pela primeira vez para uma Copa do Mundo, após ter realizado uma excelente campanha nas Eliminatórias.   


Os islandeses caíram no grupo D, ao lado da Argentina, Croácia e Nigéria. A estreia da Islândia será contra os argentinos, no dia 16 de junho, em Moscou.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.