Papa pede que fiéis sejam fraternos para erradicar corrupção

CIDADE DO VATICANO, 2 ABR (ANSA) - O papa Francisco pediu nesta segunda-feira (2) para todos os fiéis ajudarem a humanidade porque "a fraternidade e a comunhão experimentadas nos dias de Páscoa podem se tornar nosso modo de vida e alma de nossos relacionamentos", principalmente para erradicar a corrupção.   

"Somente a fraternidade pode garantir uma paz duradoura, pode derrotar a pobreza, pode extinguir tensões e guerras, pode erradicar a corrupção e o crime", disse Pontífice durante a oração do Regina Coeli, que substitui o Angelus até o dia 20 de maio, quando termina o período de Páscoa com o Pentecostes.   

Francisco ainda disse que os fiéis não podem "se fechar em nosso mundo privado, em nosso grupo, mas somos chamados a se ocupar do bem comum, a ajudar os irmãos, especialmente os mais fracos e marginalizados".   

"Hoje é um dia de festa e convivência, geralmente vivido com a família. Depois de celebrar a Páscoa, é preciso se reunir novamente com os entes queridos e amigos para comemorar", explicou Francisco. O líder da Igreja Católica ressaltou que "sem partilha fraterna não se pode realizar uma comunidade eclesial ou civil, há apenas um grupo de indivíduos movidos ou reagrupados por seus próprios interesses".   

"A Páscoa de Cristo soprou outra coisa no mundo: a novidade do diálogo e do relacionamento, novidade que para os cristãos se tornou uma responsabilidade".   

Na oração, o Papa também invocou "o dom da paz para todos, especialmente para as pessoas que mais sofrem por causa de conflitos em curso". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos