Autora de tiroteio na sede do YouTube está morta

WASHINGTON, 03 ABR (ANSA) - Uma mulher abriu fogo dentro da sede do YouTube, em San Bruno, no norte da Califórnia, e deixou quatro pessoas feridas.   

A suposta autora do tiroteio foi encontrada morta dentro do edifício. Segundo o chefe da Polícia de San Bruno, Ed Barberini, a suspeita é que ela tenha se suicidado.   

"Estamos respondendo a um atirador ativo. Por favor, fiquem longe da Avenida Cherry [local da sede do site de vídeos]", foi o alerta postado no Twitter pelas forças de segurança da cidade, que tem 41 mil habitantes e fica 20 quilômetros ao sul de San Francisco.   

A partir daí, passaram a circular relatos nas redes sociais de funcionários sendo evacuados da sede do YouTube. Também por meio do Twitter, o Google, proprietário do site, afirmou que está atuando em "coordenação com as autoridades".   

O tiroteio acontece em meio ao debate sobre o acesso a armas nos Estados Unidos. No mês passado, estudantes de uma escola da Flórida que foi palco de um massacre com 17 mortos organizaram uma marcha em Washington para pedir restrições ao comércio de armamentos no país.   

O Congresso, dominado pelo Partido Republicano e influenciado pela poderosa Associação Nacional do Rifle (NRA), resiste a impor qualquer tipo de controle. Já a Casa Branca prometeu apenas impedir a venda de equipamentos que aumentam o poder de fogo de armas semiautomáticas e elevar os controles sobre antecedentes criminais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos