Zuckerberg diz que levará 'anos' para consertar Facebook

NOVA YORK, 03 ABR (ANSA) - O CEO e cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou nesta segunda-feira (2) que a sua rede social poderá demorar "alguns anos" para resolver os problemas do escândalo de vazamento de dados de milhões de usuários da rede.   

"Acho que vamos cavar através deste buraco, mas levará alguns anos. Quem me dera pudesse resolver todos estes problemas em três ou seis meses, mas acho que a realidade é que as respostas para algumas destas perguntas vão demorar um período mais longo", afirmou Zuckerberg ao site de notícias "Vox".   

Na entrevista, Zuckerberg afirmou o desejo de implantar novas ferramentas de privacidade ainda nas próximas semanas para o usuário gerenciar e acessar mais facilmente seus dados pessoais na rede social.   

Além disso, para aumentar a segurança dos usuário, Zuckerberg pretende criar uma estrutura para decidir o que pode ser ou não publicado na plataforma.   

"Pode-se imaginar algum tipo de estrutura, quase como uma Suprema Corte, composta de pessoas independentes que não trabalham para o Facebook e que fazem o julgamento final sobre o que deve ser discurso aceitável numa comunidade que reflete as normas sociais e valores das pessoas", disse o CEO do Facebook.   

O Facebook enfrenta um escândalo de vazamento de dados de mais de 50 milhões de usuários usados pela empresa de análise britânica Cambridge Analytica, que foi contratada para interferir nos resultados das eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016 e também do Brexit.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos