EUA impõe sanções contra 24 cidadãos e 14 entidades russas

WASHINGTON, 6 ABR (ANSA) - Os Estados Unidos emitiram nesta sexta-feira (6) sanções contra 24 indivíduos, sendo 17 funcionários do governo e sete oligarcas, e 14 entidades russas.   

A medida é uma retaliação a Rússia em resposta à interferência eleitoral de Moscou nas eleições presidências norte-americanas.   

O anúncio foi realizado pelo Departamento de Tesouro dos Estados Unidos e ocorre após o país sancionar 19 pessoas e cinco entidades russas no mês passado. "O governo russo está envolvido em uma série de atividades maliciosas no mundo, incluindo a ocupação da Criméia e incitamento á violência no leste da Ucrânia, o fornecimento de armas para o regime de Assad enquanto bombardeava seus civis, tentativa de subverter democracias ocidentais e atividades cibernéticas malignas", informou o governo de Trump. Entre os russo afetados estão o chefe da Gazprom Aleksei Miller, o presidente do banco VTB Andrei Kostin, o ministro do Interior Vladimir Kolokoltsev, o presidente do Conselho da Federação do Comitê de Assuntos Internacionais Konstantin Kosachev, o diretor do Instituto Russo dos Estudos Estatégicos Mikhail Fradkov.   

Além deles, os empresários Oleg Deripaska, Igor Rotenberg, Viktor Vekselberg e o ex-genro de Vladimir Putin, Kirill Shamalov também foram sancionados.   

Segundo um alto funcionário de Trump, as ações foram coordenadas antes da Rússia ter sido acusada de envolvimento no envenenamento do ex-espião russo Serghei Skripal, no Reino Unido. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos