Italianos apostam em retomada da economia para Exposec

SÃO PAULO, 06 ABR (ANSA) - Entre os dias 22 e 24 de maio, a 21ª edição da Exposec levará ao centro de eventos São Paulo Expo as principais novidades em termos de segurança privada, pessoal, pública, patrimonial e empresarial. A lista de expositores inclui mais de 800 marcas, entre as quais diversos grupos italianos, que apostam na recuperação da economia brasileira para alavancar seus negócios na feira, que é organizada pela Cipa Fiera Milano.   


"Acreditamos em uma retomada generalizada de toda a economia do país. Prova disso são os investimentos que o grupo anunciou com a construção da nova planta em Limeira [SP]", diz David Girelli, gerente de vendas e marketing da Peccinin, marca limeirense de sistemas de automação para portões pertencente ao grupo Nice, originário da província de Treviso, no nordeste da Itália. A Nice ocupará um estande de 220 metros quadrados na Exposec, área quase 60% maior que a do ano passado, e pretende reforçar sua rede de distribuidores não apenas para aumentar os negócios com seus clientes habituais, mas também para fazer suas marcas - além da Peccinin, a empresa irá à feira com Genno e Linear - atingirem novas regiões do Brasil. "Além disso, é uma excelente oportunidade para que instaladores e integradores conheçam nossas soluções e as adotem em seus projetos", acrescenta Girelli.   


Expectativa parecida é vivida pela Bycon, distribuidora exclusiva no Brasil da UR Fog, empresa italiana de geradores de neblina. Esse tipo de equipamento, ao ser acionado, cria uma névoa densa que tira a visibilidade do ladrão e evita o eventual roubo. "Estamos muito otimistas em relação à recuperação do Brasil, começamos muito bem o ano e estamos [trabalhando] no desenvolvimento de vários grandes projetos", diz Victória Souza, coordenadora de marketing da Bycon.   


Outro representante do país da bota na Exposec será o Faac Group, que estará presente com as Indústrias Rossi, fabricante de acionadores para portões criada em Taguatinga (DF). Após um 2017 positivo, a empresa entrou em 2018 animada com a queda da inflação e da taxa de juros.   


"Esse início de 2018 continua aquecido, e prevemos um ano ainda melhor do que 2017, também graças aos grandes lançamentos que faremos na feira", afirma Sérgio Foresta, diretor comercial da Rossi.   


Para o executivo, a Exposec pode funcionar como uma "ponte para novas oportunidades" em um país tão extenso como o Brasil.   


"Sempre tem empresas que ainda não conhecem ou não trabalham com nossos produtos", acrescenta.   


Por sua vez, a fabricante de cabos para sistemas de vigilância Beta Cavi também demonstra expectativa para a Exposec. "Estamos confiantes que a feira vai gerar muitos negócios para nós. No ano passado, a feira foi muito importante", afirma a CEO da empresa, Leila Oliveira.   


A estratégia da Beta Cavi é não usar a feira para venda direta, mas sim para divulgar seus produtos entre a cadeia do setor. "A expectativa para nosso estande é que tenha bastante visita para participar dos treinamentos e das palestras, para que tenham a consciência de utilizar um produto com qualidade", conclui.   


Produtos - Como representante da UR Fog, a Bycon levará à Exposec toda a sua linha de geradores de neblina, mas o carro-chefe da marca é a linha "Fast Pump", desenvolvida especialmente para alta performance. "Esta linha, diferentemente da pressurizada, que usa cilindros para seus disparos, utiliza bags ou uma bomba chamada 'pump storm'", explica Victória Souza.   


Já a Nice aposta no processo de migração das marcas Peccinin, Genno e Linear, assumindo uma identidade única nos mais de 100 países onde a empresa atua. "Além disso, teremos novidades em todos os segmentos de mercado: automação, segurança e controle de acesso", promete David Girelli.   


Para o setor de automação de portas e portões, por exemplo, a companhia italiana apresentará uma linha chamada "hi-speed", com soluções de "alta velocidade para aplicações residenciais e para condomínios que demandem alto ciclo de operação". "Na linha de alarmes, complementamos a gama da família Cloud, agora com a versão Ethernet/Wifi e o exclusivo aplicativo dedicado ao instalador, trazendo maior agilidade e facilidade na configuração do produto. Em controle de acesso, apresentaremos o novo leitor RFID LN-104N anticlonagem, exclusivo no mercado", acrescenta o gerente de marketing.   


Ainda nesse segmento, a Rossi terá como grande novidade a linha de automatizadores para portões voltados a locais de alto fluxo, como condomínios e indústrias. "É uma gama que foi desenvolvida no Brasil, porém com uma enorme contribuição dos nossos engenheiros da Faac na Itália: com isso, trazemos para o mercado brasileiro o know-how dos mais de 50 anos de tradição que a Faac possui no mercado de automação de acessos em todo o mundo", explica Sérgio Foresta.   


A empresa também focará em uma linha chamada "Bi Turbo", que reúne automatizadores para abertura de portões em apenas cinco segundos. "E apresentaremos outra grande novidade que apenas quem participar da Exposec poderá descobrir de antemão", promete o diretor comercial da Rossi.   


Por sua vez, a Beta Cavi aposta no novo cabo KNX, voltado para automação e que será o grande lançamento da marca. "Existem muitos cabos que não transmitem o que realmente a câmera capta, então queremos conscientizar os clientes para a utilização do nosso produto", diz Leila Oliveira. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos