China apresenta denúncia na OMC contra tarifas dos EUA

GENEBRA, 10 ABR (ANSA) - A China apresentou uma denúncia comercial à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os Estados Unidos depois da decisão de Donald Trump de adotar impostos às importações de aço e alumínio.   

De acordo com o documento, publicado no dia 5 de abril, Pequim solicitou um período de consultas de 60 dias com o governo norte-americano para resolver a "guerra comercial". Esta é a primeira etapa no processo e pode demorar anos.   

"A China espera dos EUA à demanda e deseja a definição de uma data e um local mutuamente aceitáveis para as consultas", diz o texto.   

Caso as negociações falhem, o próximo passo poderá ser a China pedir a decisão de um grupo de especialistas comerciais.   

A guerra comercial entre China e Estados Unidos teve início em março, quando Trump assinou uma nova ordem que impõe uma sobretaxa de 10% na importação de alumínio e de 25% na de aço. Os novos impostos entraram em vigor no dia 23 passado e são aplicados a todos países, exceto ao Canadá, México, Austrália, Argentina, Coreia do Sul, Brasil e União Europeia.   

Em resposta, o governo chinês anunciou sobretaxas a 128 produtos norte-americanos no valor de US$3 bilhões. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos