Morre Sauro Tomà, último remanescente do 'Grande Torino'

TURIM, 10 ABR (ANSA) - Morreu nesta terça-feira (10), aos 92 anos, o ex-jogador italiano Sauro Tomà, último remanescente do "Grande Torino", que dominou o futebol nacional na década de 1940 e foi dizimado pela Tragédia de Superga.   


"Se juntou a seus companheiros no céu. Adeus, Sauro, o último dos Invencíveis", escreveu o clube "granata" no Twitter. Tomà estava internado no Hospital Mauriziano, em Turim, e as causas do falecimento não foram divulgadas.   


Em 4 de maio de 1949, quando um avião levando a delegação do Torino se chocou contra a colina da Basílica de Superga, na capital do Piemonte, Tomà não estava com o grupo por causa de uma lesão no joelho. A tragédia matou as 31 pessoas a bordo e deu fim a uma das melhores equipes da história do futebol italiano e que era a base da seleção nacional na época.   


Tomà, que jogava como defensor, ficou no Torino até 1951 e também atuou por Brescia e Bari, se aposentando em 1955. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos