Filha afirma que ex-espião russo segue em 'estado grave'

LONDRES, 11 ABR (ANSA) - A filha do ex-espião russo Serghei Skripal, que sofreu um ataque nocivo com agente químico, disse que seu pai "ainda está em estado grave".   

Yulia, que também foi vítima do envenenamento, recebeu alta do hospital de Salisbury na última segunda-feira (9). No entanto, em um comunicado divulgado pela polícia britânica, ela afirma que ainda não está em boas condições para conceder entrevistas, embora reconheça que "ninguém pode falar por ela ou seu pai".   

A mulher de 33 anos também declarou que agora leva uma vida "totalmente diferente" daquela que tinha um mês atrás. Yulia e seu pai foram encontrados desacordados no banco de um shopping em Salisbury, no dia 4 de março.   

Ela também assegurou que não aceitará ajuda da embaixada russa no Reino Unido. "Neste momento não quero usar seus serviços, mas se mudar de ideia, sei como contatá-los", declarou.   

O envenenamento do ex-agente russo gerou uma crise entre Rússia e Reino Unido e culminou na expulsão de diversos diplomatas russos de quase 30 países. Ambas as nações se acusam pela responsabilidade do ataque. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos