Museus da Itália batem recorde de público em 2017

ROMA, 11 ABR (ANSA) - Os museus da Itália bateram um novo recorde de público em 2017, superando pela primeira vez a marca de 50 milhões de visitantes, como indica um relatório apresentado pelo Centro de Estudos Turísticos de Florença. De acordo com os dados, Roma foi a cidade com museus e monumentos mais frequentados no ano passado, com 21 milhões de visitantes, um crescimento de 66% em relação a 2010.   

No entanto, o município que mais cresceu em termos proporcionais foi Matera, reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade e eleito "Capital Europeia da Cultura para 2019", com alta de 176%. Em seguida aparecem Nápoles, com um "boom" de 91,3%, Verona (62,7%), Pádua (55,6%) e Bolonha (55%).   

O ano passado também foi marcado por um grande número de turistas nos vilarejos italianos. Segundo o relatório, as vilas registraram 22 milhões de "chegadas" e 95 milhões de "permanências", o que movimentou 8,2 bilhões de euros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos