Advogado de Trump é alvo de inquérito há 'vários meses'

WASHINGTON, 13 ABR (ANSA) - A Procuradoria Federal de Nova York afirmou nesta sexta-feira (13) que Michael Cohen, advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está sob investigação criminal.   

A confirmação está em um documento depositado na Corte Federal de Manhattan e tem como alvo os "negócios pessoais" do advogado, que é suspeito de "fraude e acobertamento.   

No início da semana, o escritório de Cohen em Nova York foi alvo de uma operação de busca e apreensão do FBI, causando a irritação do presidente, que falou em "caça às bruxas".   

Cohen admitiu ter dado US$ 130 mil à atriz pornô Stephanie Clifford para ela não revelar seu caso extraconjugal com Trump, ocorrido antes de o magnata chegar à Casa Branca. O desembolso aconteceu em 2016, às vésperas das eleições.   

A investigação está em curso há "vários meses", e Cohen tenta impedir na Justiça que os documentos apreendidos em seu escritório sejam usados no inquérito. Ele terá de comparecer perante a juíza Kimba Wood na próxima segunda-feira (16).   

Segundo o jornal "The New York Times", conselheiros do presidente acreditam que a investigação contra o advogado ameaça mais o republicano do que o "caso Rússia", que apura supostos conluios entre a campanha do magnata e representantes de Moscou.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos