Telegram é bloqueado na Rússia por negar acesso a dados

MOSCOU, 13 ABR (ANSA) - Um tribunal da Rússia ordenou nesta sexta-feira (13) o bloqueio do Telegram em todo o país, após o aplicativo de mensagens ter recusado a liberação de dados de seus usuários para as autoridades russas.   

De acordo com a justiça, a medida se baseia em uma lei aprovada em 2016, na qual todos os aplicativos de mensagens devem fornecer para as autoridades do país possibilidades de verificar conversas, com o objetivo de combater o terrorismo.   

Segundo o Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia, o Telegram foi usado por um terrorista que se explodiu em um metrô em abril de 2017, matando 15 pessoas.   

Em contrapartida, o advogado do Telegram, Pavel Chikov, alegou que o pedido das autoridades russas é sem fundamento. "A solicitação do FSB para acessar conversas privadas dos usuários é inconstitucional, sem fundamento, e não pode ser realizada tanto técnica quanto legalmente", disse Chikov.   

Recentemente, o Telegram anunciou que possui mensalmente mais de 200 milhões de acessos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos