Opaq manterá investigação na Síria sobre ataque químico

ROMA, 14 ABR (ANSA) - A Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) anunciou neste sábado (14) que manterá a investigação sobre o suposto ataque químico realizado em Duma, na região da Ghouta Oriental, mesmo depois do bombardeio realizado pelos governos de Donald Trump, Emmanuel Macron e Theresa May.   

Em comunicado, a organização afirmou que a "equipe de investigadores da Opaq seguirá seu deslocamento na Síria para estabelecer os fatos relativos às acusações do uso de armas químicas em Duma".   

Segundo a Opaq, seus especialistas deveriam iniciar a investigação neste sábado em Duma. No último sábado (7), o suposto ataque químico, que deixou entre 70 e 100 mortos, foi denunciado pelos White Helmets (Capacetes Brancos), ONG de defesa civil que atua em áreas controladas pelos rebeldes.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos