Ex-primeira-dama Barbara Bush abandona tratamento médico

NOVA YORK, 16 ABR (ANSA) - A ex-primeira-dama Barbara Bush, cuja saúde está debilitada há anos, decidiu interromper seu tratamento médico e informou que vai recorrer apenas a opções "paliativas" em sua própria residência.   

A notícia foi revelada pelo porta-voz da família Bush, Jim McGrath, em comunicado. "Após uma série de hospitalizações recentes, e após ter consultado seus familiares e médicos, a senhora Bush, de 92 anos, decidiu não se submeter a tratamentos médicos adicionais e, em vez disso, se centrará em tratamentos paliativos", diz o texto.   

Barbara é esposa do ex-presidente George H. W. Bush - que governou os Estados Unidos entre1989 e 1993 - e mãe do também ex-chefe de Estado George W. Bush. Ela sofre com uma obstrução pulmonar crônica, que afeta a capacidade cardíaca.   

"Ninguém que conhece Barbara Bush se surpreenderá ao saber que foi uma rocha diante de sua deteriorada saúde, se preocupando - graças à sua fé - não com si mesma, mas com os outros", acrescentou o comunicado.   

Com 93 anos, Bush pai também sofre com problemas de saúde.   

Recentemente, ele foi diagnosticado com parkinsonismo vascular e foi hospitalizado diversas vezes ao longo de 2017, combatendo bronquite e pneumonia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos