Países da Liga Árabe condenam uso de armas químicas na Síria

DHAHRAM, 16 ABR (ANSA) - Os países membros da Liga Árabe condenaram neste domingo (15) a utilização de armas químicas por parte do governo sírio e exigiram uma investigação internacional sobre o caso, informou o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubair .   

A cúpula da Liga Árabe foi realizada na cidade de Dhahran, em meio a toda tensão envolvendo o bombardeio das Forças Armadas dos Estados Unidos, França e Reino Unido contra a Síria.   

"A Cúpula da Liga Árabe condenou veementemente o uso de armas químicas pelo regime sírio contra o povo sírio", afirmou o ministro saudita.   

O ataque liderado pelos Estados Unidos teve opiniões diferentes na reunião. Arábia Saudita, Catar e outros membros apoiaram o bombardeio norte-americano. Já Líbano, Argélia e Iraque condenaram os mísseis lançados.   

A ação na Síria deixou cerca de 100 mortos e foi denunciada pelos White Helmets (Capacetes Brancos), ONG que atua em áreas controladas por rebeldes. Segundo Damasco, foi uma armação do grupo radical Jaysh al Islam, apoiado pela Arábia Saudita.   

No sábado (14), aviões e navios do Exército dos Estados Unidos, em conjunto com as forças aéreas do Reino Unido e da França, realizaram um ataque de mísseis contra infraestruturas militares da Síria ligadas ao programa químico de Bashar al-Assad.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos