Brasileiro é morto a facadas em universidade dos EUA

SÃO PAULO, 17 ABR (ANSA) - O estudante brasileiro João Souza, de 19 anos, foi morto a facadas no último domingo (15), dentro de seu quarto no campus da Universidade de Binghamton, em Nova York, nos Estados Unidos.   

O suspeito do homicídio, que estuda na mesma instituição, foi preso nesta segunda-feira (16) pelas autoridades locais. De acordo com imagens de câmeras de segurança e fontes da universidade, o suspeito fugiu a pé após o crime. Ele usava uma calça e um moletom escuros.   

"Estou profundamente triste em escrever a vocês sobre o esfaqueamento que levou à morte de um de nossos alunos, João Souza, um estudante calouro de 19 anos de idade. Todo o campus chora por ele. Nossos sentimentos vão para seus amigos e familiares", escreveu o presidente da universidade, Harvey Stenger.   

O brasileiro era calouro do curso de engenharia e, em 2017, havia se formado em uma escola norte-americana. João não foi o primeiro a ter sido morto na instituição. Segundo o site "Pressconects", em março, uma estudante de enfermagem de 22 anos foi encontrada sem vida no campus da universidade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos