China cogita imposto de 180% sobre cereais dos EUA

PEQUIM, 17 ABR (ANSA) - A China ordenou aos importadores de sorgo dos Estados Unidos que realizem depósitos referentes a uma possível alta dos impostos sobre o cereal, em mais um episódio da guerra comercial entre os dois países.   

A medida é resultado de um inquérito antidumping do Ministério do Comércio de Pequim, que determinou que o produto está sendo vendido a preços "impropriamente baixos" no país. Por conta disso, os importadores deverão pagar taxas equivalentes a 178,6%, para cobrir possíveis medidas antidumping quando o caso for concluído.   

O dumping é a prática de exportar produtos a preços inferiores aos realizados no mercado interno e é considerado concorrência desleal. A guerra comercial entre EUA e China começou após Donald Trump sobretaxar a importação de aço e alumínio, dois dos principais produtos de exportação do país asiático.   

Desde então, as duas potências vêm levantando barreiras para a compra de itens produzidos na outra nação. Ao mesmo tempo, tentando assumir a liderança da defesa do livre comércio, a China anunciou nesta terça-feira (17) que removerá o limite à participação estrangeira em toda a cadeia de produção de navios e aviões e em joint ventures no setor automotivo.   

No primeiro trimestre de 2018, o PIB chinês teve uma alta de 6,8%, um pouco acima das projeções do mercado, que previa crescimento de 6,7%. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos