PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália condena 3 acusados de planejarem ataque em Veneza

23/04/2018 16h51

VENEZA, 23 ABR (ANSA) - Um Tribunal de Justiça de Veneza condenou nesta segunda-feira (23) três cidadãos do Kosovo, na península dos Bálcãs, acusados de terem ligação com o grupo jihadista Estado Islâmico e de planejar um ataque na ponte de Rialto.   

Arjan Babaj, de 28 anos, foi sentenciado a cinco anos de prisão, enquanto que Haziraj Dake, 27, e Fisnik Bekaj, 25, ficarão detidos por quatro anos. De acordo com as autoridades, depois do cumprimento da pena, os três serão expulsos da Itália. Os terroristas foram detidos em março de 2017 suspeitos de planejarem um ataque na famosa ponte Rialto, sobre o Grande Canal. Na ocasião, segundo o procurador responsável pela investigação, os suspeitos assistiam a vídeos do Estado Islâmico e procuravam instruções sobre a fabricação de explosivos.   

A polícia chegou até o grupo depois de interceptar ligações, na qual um dos suspeitos dizia que a bomba na ponte Rialto seria uma garantia do paraíso para quem o fizesse, "dado o número de infiéis que vivem em Veneza".   

Nesta segunda, o Tribunal de Bari também condenou o checheno Eli Bombataliev, de 38 anos, preso em Foggia, a cinco anos de prisão por terrorismo internacional.   

Segundo a procuradoria de Bari, o extremista estava pronto para "imolar-se" em um atentado na Europa. Ele fazia parte de um grupo de jihadistas do "Emirado do Cáucaso", que é responsável por diversos atentados na Chechênia. O homem ainda teria combatido pelo grupo Estado Islâmico (EI) na Síria entre os anos de 2014 e 2015. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional