PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália prepara avião para transferir Alfie Evans para Roma

24/04/2018 08h11

ROMA, 24 ABR (ANSA) - O governo da Itália preparou nesta terça-feira (24) um avião com uma junta médica para realizar a transferência de Liverpool, no Reino Unido, para Roma do bebê britânico Alfie Evans, que sofre de uma doença degenerativa rara.   

A informação foi confirmada pela presidente do hospital Bambino Gesù, Mariella Enoc, durante entrevista à emissora italiana "Rádio 24". Segundo ela, a equipe médica está pronta para decolar a qualquer momento para levar o bebê para o hospital pediátrico administrado pelo Vaticano.   

"A equipe do Bambino Gesù está pronta para partir com o avião fornecido pela ministra [da Defesa Roberta] Pinotti", confirmou.   

Enoc também explicou que tinha acabado de conversar com o pai do menino e ficou sabendo que ele já estava novamente com a máscara de oxigênio, depois que ontem (23) a justiça negou o último recurso da família e autorizou que os aparelhos fossem desligados.   

"Falei com o pai de Alfie, Thomas, agora. No momento, Alfie tem a máscara de oxigênio, mas precisamos transportá-lo. Há pouco tempo também conversei com o embaixador [da Itália em Londres, Raffaele] Trombetta, que me disse que nossa esquipe está alerta e pronta para partir em poucos minutos.   

A máquina de ventilação respiratória havia sido desconectada por volta das 22h30 (horário local), após um dia repleto de controvérsias e contatos diplomáticos em que a criança recebeu a cidadania italiana.   

No entanto, Alfie continuou a respirar por mais de nove horas seguidas, embora os médicos tinham dito que ele não sobreviveria mais do que alguns minutos. "Eles disseram que ele estava sofrendo e não sofre mesmo sem respirador", afirmou o pai.   

"É incrível! Não importa o que aconteça, ele já mostrou que os médicos estão errados", ressaltou a mãe.   

A presidente do hospital chegou a ir até Liverpool para tentar se reunir com a equipe médica responsável pelo caso, mas não foi recebida. Ela então explicou que o papa Francisco tem feito diversos apelos pela vida de Alfie, de 23 meses, e pediu para todos fazerem o que for possível para salvá-lo.   

Os ministros das Relações Exteriores, Angelino Alfano, e o do Interior, Marco Minniti, inclusive, concederam a cidadania italiana ao pequeno Alfie, na expectativa de realizar sua "transferência imediata" para Roma.   

Alfie está em internado no hospital Alder Hey desde dezembro de 2016 com uma condição neurológica degenerativa não diagnosticada rara. O centro médico argumentou que mantê-lo em um ventilador não é do "interesse dele" e qualquer tratamento adicional não é apenas "fútil", mas também "indelicado e desumano".   

Os pais, por sua vez, travam uma batalha judicial para conseguir a transferência de Alfie para o Bambino Gesù com apoio de um grupo de manifestantes que se autodenominam "Exército Alfie".   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional