PUBLICIDADE
Topo

'Ele queria encontrar paz', diz família sobre Avicii

26/04/2018 16h10

ROMA, 26 ABR (ANSA) - A família do DJ sueco Avicii quebrou o silêncio e publicou uma carta sobre a morte do músico, cujo corpo foi encontrado no Omã, na última sexta-feira (20).   


"Ele não conseguia mais seguir em frente. Ele queria encontrar a paz", diz o texto. "Ele realmente lutou com pensamentos sobre o significado, a vida, a felicidade." A família também descreveu-o como uma "frágil figura artística" que buscava "respostas para perguntas existenciais", além de um "perfeccionista extremo que trabalhava e viajava em um ritmo intenso e tinha um estresse enorme".   


Além disso, seus familiares reforçaram o quanto Tim Bergling, nome de batismo de Avicii, "amava seus fãs", mas que "evitava os holofotes." "Quando parou de fazer turnês, queria encontrar equilíbrio para se sentir feliz e fazer o que mais amava: música", afirma o comunicado.   


"Tim, você será eternamente amado e uma perda tristemente sentida. A pessoa que você era e sua música manterão sua memória viva", concluiu a família.   


Avicii foi DJ, remixer e produtor musical de EDM (Electronic Dance Music). Ele foi considerado o terceiro melhor DJ do mundo entre 2012 e 2013, pela "DJ Magazine", além de ter sido nomeado duas vezes ao "Grammy Awards".   


O músico foi encontrado morto em Mascate, no Omã, na última sexta-feira. A causa de sua morte não foi divulgada, mas sabe-se que ele sofria de graves problemas de saúde por conta do consumo exagerado de bebidas alcoólicas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.