Duplo atentado do EI mata mais de 25 no Afeganistão

CABUL, 30 ABR (ANSA) - Pelo menos 29 pessoas, incluindo nove jornalistas, morreram e 49 ficaram feridas nesta segunda-feira (30) em um duplo atentado suicida reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no centro de Cabul, capital do Afeganistão.   

A primeira explosão aconteceu pouco antes das 8h (horário local) próximo à sede do Serviço de Inteligência Afegão (NDS). Segundo fontes que estavam na região, um dos suicidas estava disfarçado de jornalista, informou o ministério do Interior.   

De acordo com o Comitê de Segurança dos Jornalistas Afegãos (Ajsc), entre as vítimas há fotógrafos e cinegrafistas que estavam no local, sendo a maioria funcionários de veículos de comunicação afegão, como Mashal TV, 1TV, Radio Azadi e Tolo News. O diretor do departamento de fotografia da agência francesa "AFP" em Cabul, Shah Marai, também morreu durante a explosão. O porta-voz do Ministério da Saúde Pública local, Wahidullah Majroh, ainda afirmou que pelo menos 15 feridos foram encaminhados para o hospital Wazir Akbar Khan e outros enviados para o centro médico da ONG Emergency. Os jihadistas assumiram a autoria do atentado por meio de sua agência de propaganda, a "Amaq". No comunicado, o grupo afirma que o primeiro ataque ocorreu contra a sede do serviço de inteligência e das forças de segurança afegãs.   

"Os apóstatas das forças de segurança, dos meios de comunicação e outras pessoas compareceram ao local da operação, onde um irmão os surpreendeu com seu colete de explosivos", informou nas redes sociais uma célula do EI no Afeganistão.   

No texto consta que os responsáveis pelas explosões foram identificados por Qaqaa al Kurdi e Khalil al Qurashi. Além disso, os terroristas falam em pelo menos 110 vítimas, entre mortos e feridos. Segundo o EI, Kurdi detonou seu colete explosivo no prédio e minutos depois seu companheiro fez o mesmo em uma rua próxima na tentativa de atingir todos que fugiam do primeiro ataque. O grupo jihadista comete frequentes atentados no Afeganistão, o último deles, na última semana, causou a morte de 69 pessoas e 120 feridos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos